Chad Mendes aposta em vitória de José Aldo sobre Conor McGregor
Chad Mendes acerta soco em José Aldo (Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

Chad Mendes aposta em vitória de José Aldo sobre Conor McGregor

Poucos lutadores podem fazer previsões com tanta propriedade sobre a luta entre José Aldo e Conor McGregor no UFC 194. Um deles é Chad Mendes, que já foi derrotado duas vezes pelo brasileiro e uma vez pelo irlandês, quando aceitou o desafio de substituir Aldo poucos dias antes da luta. E quando questionado sobre quem levará a melhor no dia 12 de dezembro, Mendes pendeu para o lado do campeão linear dos pesos-penas.

“Aldo é duro! Claro, é complicado para comparar, porque eu não estava na minha melhor forma, então fica um pouco difícil de realmente avaliar o Conor, mas eu acho que o Aldo bate mais forte, é mais rápido e tem mais armas em seu jogo de chão e em suas habilidades na trocação. Acho que a única coisa que poderia favorecer o Conor é o seu condicionamento físico. Se ele puder fazer igual ao Nick Diaz, com aquelas provocações que ele gosta de fazer, que é o seu ponto forte, ele pode levar vantagem, mas se o Aldo se preparar para isso, eu não vejo como o Conor pode vencê-lo”.

Mesmo já tendo sido nocauteado pelo dois lutadores, Chad Mendes não aposta em uma decisão por nocaute entre Aldo e McGregor. Para o norte-americano, o jogo de chão do brasileiro deve ser o diferencial no combate.

Claro que os dois têm chances de vencer, mas não vejo essa luta acabando com um nocaute. Óbvio que tudo pode acontecer lá dentro, mas os dois absorvem bem os golpes e, como disse, acho que o Aldo tem mais armas na luta agarrada. Nós o vimos contra o Mark Hominick, e ele quedou o Mark toda vez que se sentiu em perigo lutando em pé. Acho que ele pode fazer o mesmo contra o Conor. Senti o wrestler do Conor e senti o jogo de chão do Aldo e o Aldo é muito forte e eu acho que ele pode entrar lá e vencer essa luta de forma inteligente, mantendo a trocação justa, mas usando o seu wrestling e o seu jogo de chão para derrotar o McGregor”.

Atual terceiro colocado no ranking da categoria, “Money” já tem data para voltar ao octógono, e será em 11 de dezembro, um dia antes do UFC 194, quando enfrentará Frankie Edgar na luta principal do TUF Finale 22, também em Las Vegas (EUA).

É uma grande luta para mim e é algo que eu já quero há algum tempo. Nós temos empurrado isso com a barriga há um tempo. Frankie é um cara que eu sempre assisti lutar e, quando ele era o campeão peso-leve, era muito divertido acompanhar suas lutas. Quando ele desceu para os penas, eu sabia que nós iríamos nos enfrentar um dia e sei que muitas pessoas estavam querendo ver essa luta. Finalmente vai acontecer, e eu vou estar pronto. Obviamente, não estou aceitando esse duelo com pouco tempo de antecedência, então vou poder fazer um camp de treinamento completo, me preparar mentalmente e fisicamente, tudo vai estar no ponto certo e estou muito empolgado em entrar lá e lutar novamente”.

Sobre Rodrigo Biajoni

Fanático por esportes, acompanha MMA desde os tempos áureos do Pride.