Claudinha Gadelha: “Paige VanZant não vence nenhuma top 5 da categoria”
UFC Fight Night 45 - Cláudia Gadelha posa para as fotos (Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Getty Images)

Claudinha Gadelha: “Paige VanZant não vence nenhuma top 5 da categoria”

Paige VanZant é sem sombra de dúvidas uma das principais apostas do UFC. Jovem, bonita, carismática e com performances impressionantes dentro do mais famoso octógono do mundo, a loirinha da Team Alpha Male vem conquistando inúmeros fãs, já sendo uma das atletas mais populares entre as divisões femininas.

Porém isso não é o bastante para que a lutadora de 21 caia nas graças da brasileira Claudinha Gadelha, representante da academia Nova União e uma das principais contenders da categoria das pesos-palha.

“Ela é agressiva e tem muito cardio, mas ainda tem muito o que aprender, ela está começando agora”, afirmou Claudinha. “Ela treina numa boa equipe, mais ainda tem muito que evoluir, e mesmo ela estando bem ranqueada, ainda falta muito pra disputar o cinturão.”

VanZant vem de vitória sobre a norte-americana Felice Herrig no UFC on FOX 15, ocorrido no mês passado. O triunfo a fez pular sete posições no ranking da categoria, saindo da décima-segunda colocação para o quinto lugar. Porém Claudinha, segunda colocada no ranking, não acha que “12 Gauge” está pronta para triunfar em maiores desafios.

“Eu não acho que ele deve ‘enfrentar os leões’ nesse momento. Se você colocá-la contra qualquer uma das top 5 da categoria, ela não vence. Ela é uma boa atleta, super talentosa, e o UFC está fazendo uma ótima divulgação dela. Ela vendeu muito, mas também tem muito pra aprender. VanZant é nova, bonita e sabe vender sua imagem, porém acabou de começar, logo eu garanto que ela não irá bem contra qualquer top 5.”

Claudinha Gadelha tem 26 anos e um cartel com 12 vitórias e apenas uma derrota, sendo esta uma decisão controversa para a atual campeã da categoria, a polonesa Joanna Jedrzejczyk no UFC on FOX 13. A brasileira enfrentaria Aisling Daly no último mês, porém teve de ser retirada da luta por conta de lesão.

Sobre Tiago Paiva

Baiano, boêmio e fã de brigas regulamentadas em octógonos ou quadriláteros.