Nick Diaz contratará firma de advocacia devido a “irregularidades investigativas” no UFC 183
UFC 158 - Nick Diaz provoca Georges St-Pierre (Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Getty Images)

Nick Diaz contratará firma de advocacia devido a “irregularidades investigativas” no UFC 183

E o exame antidoping do UFC 183 foi um dos assuntos que mais renderam na história do MMA, e pelo jeito, continuará rendendo na mídia.

A bola da vez é com o polêmico Nick Diaz (26-10, 1NC), que está acusando “irregularidades investigativas” nos resultados do exame, que o acusou de ter metabólitos de maconha em seu organismo. Para isso, Diaz contratou a firma de advocacia Seham, Seham, Meltz & Pierson LLP, especializada em questões de antidoping.

O atleta de 31 anos está suspenso temporariamente pela Comissão Atlética de Nevada, e esta é a terceira vez que ele é pego com a droga em exames pós-luta, sendo a última em 2012, após sua derrota para Carlos Condit em Las Vegas.

Sobre Tiago Paiva

Baiano, boêmio e fã de brigas regulamentadas em octógonos ou quadriláteros.