Toquinho desiste de defender cinturão e é criticado por dirigente
WSOF 9 - Rousimar Palhares conquista o cinturão do WSOF (Foto: Dave Mandel/Sherdog)

Toquinho desiste de defender cinturão e é criticado por dirigente

Alegando problemas pessoais, o campeão dos meio-médios do World Series of Fighting, o brasileiro Rousimar “Toquinho” Palhares, desistiu de defender o seu título contra o americano Jon Fitch, no WSOF 11, programado para o dia 05 de julho, feriado da independência dos Estados Unidos.

A atitude do brasileiro irritou o vice-presidente do World Series of Fighting, Ali Abdel-Aziz:

“Nós estamos nos ferrando. Estou tentanto montar um card e ser legal com os lutadores, e eles não querem lutar. Tenho que colocar o WSOF na frente e todo o resto em segundo plano. Não serei mais o ‘gente boa’. Estou cansado disso. Se um lutador não vai respeitar a organização, ele ficará na geladeira por um longo tempo. Não vou liberar ninguém para outra franquia. Lutadores devem honrar seus contratos”, afirmou Abdel-Aziz em entrevista ao site americano MMA Fighting.

Com a saída de Toquinho do card, a luta principal do WSOF 11 será a disputa do cinturão dos pesos leves entre Gaehtje e Nick Newel, e a co-luta principal terá Jon Fitch vs. Jake Shields. O empresário de Toquinho, Alex Davis, não soube explicar as razões que levaram o brasileiro à surpreendente decisão de desistir da luta.

Sobre Fernando Neko

Editor-chefe e fundador do MMA by Neko. Empreendedor na área de mídia esportiva focada no MMA (Mixed Martial Arts) com mais de 7 anos atuando na área de jornalismo esportivo ligado ao MMA, Neko já foi colaborador de diversos veículos de comunicação relacionados ao tema.